Fique por dentro
O cinema digital: Computação gráfica veio para dar outra dimensão visual aos filmes

O cinema digital: Computação gráfica veio para dar outra dimensão visual aos filmes

Surgimento e evolução

cinema digital refere-se ao uso da tecnologia digital para distribuir imagens em movimento em oposição ao uso histórico do filme de cinema. Um filme pode ser distribuído através de discos rígidos, pela Internet, links de satélite dedicados ou discos ópticos, como os discos Blu-ray. Filmes digitais são projetados usando um projetor digital em vez do projetor de filme convencional. 

A expansão das Franquias, ou seja, continuações de filmes com marca registrada, favoreceu o desenvolvimento do cinema digital e os efeitos especiais se tornaram cada vez mais sofisticados. Os filmes passaram a ter ferramentas computadorizadas quase ilimitadas que substituem cenários exteriores, realizam cenas espetaculares de ação, criam criaturas fantasiosas, mundos alternativos e até mesmo rejuvenescem ou envelhecem os personagens.

Novos estúdios foram criados para atender as novas demandas digitais. Dentro de grandes galpões, os filmes podem ser feitos das mais variadas maneiras, utilizando fundos falsos e imagens ilusórias. Os filmes digitais podem ser parcialmente (incluindo atores reais) ou totalmente gerados por computação gráfica.

O cinema de Hollywood cada vez mais se reinventa, mantendo sempre um modelo industrial de produtoras, inclusive muitas novas tais como a Dream Works, a Marvel, a Pixar e a nova Disney, todas com vida independente de esquemas do passado, e parcerias de investimentos que focam cada vez mais em tecnologias de ponta e em enredos de muita ação.

Um especial destaque deve ser dado ao diretor e produtor americano George Lucas que, a partir do seu megassucesso Star Wars, de 1977, abriu o  caminho para o desenvolvimento de um cinema cada vez mais  tecnológico, chegando ao chamado cinema digital. Ele foi pioneiro na criação de duas grandes empresas: A LucasFilm, responsável por seus filmes, e a Industrial Light&Magic, gigante de efeitos especiais.

O Diretor de cinema George Lucas, pioneiro do cinema digital

Algumas poderosas empresas do cinema digital

A Industrial Light&Magic

Industrial Light & Magic (ILM) é uma empresa americana de efeitos visuais para cinema fundada em 1975 pelo cineasta americano George Lucas. É uma divisão da produtora cinematográfica Lucasfilm, que Lucas fundou, e foi criada quando iniciou a produção do Star Wars.

A ILM se originou em Van Nuys, Califórnia, EUA, depois mudou-se para San Rafael em 1978 e, desde 2005, está sediada no Letterman Digital Arts Center no Presidio de San Francisco. Em 2012, a The Walt Disney Company adquiriu a ILM como parte da compra da Lucasfilm. A Industrial Light & Magic ganhou 15 Oscars de Melhores Efeitos Visuais.

Após o sucesso do primeiro filme de Star Wars, Lucas se interessou em usar computação gráfica na sequência. Ele contatou a Triple-I , conhecida por seus primeiros efeitos de computador em filmes como Westworld (1973), Futureworld (1976), Tron (1982) e The Last Starfighter, que acabou fazendo um teste gerado por computador de cinco caças X-wing voando. O teste mostrou que era possível e ele decidiu criar seu próprio departamento de computação gráfica. Como resultado, eles começaram a investir na Apple e computadores SGI. Daí, a empresa só cresceu e foi responsável pelos efeitos visuais de centenas de filmes. Mais tarde, a empresa foi comprada pela Disney.

A Walt Disney Pictures

Walt Disney Pictures é uma produtora de filmes americana e subsidiária da Walt Disney Studios, uma divisão da Disney Entertainment, que pertence à The Walt Disney Company. O estúdio é o principal produtor de filmes de ação ao vivo dentro da unidade Walt Disney Studios e está sediado no Walt Disney Studios em Burbank, Califórnia.

A Disney começou a produzir filmes live-action na década de 1950. A divisão de live-action tornou-se a Walt Disney Pictures em 1983, quando a Disney reorganizou toda a sua divisão de estúdio; que incluiu a separação da divisão de animação e a subsequente criação da Touchstone Pictures. No final daquela década, combinado com a produção da Touchstone, a Walt Disney Pictures elevou a Disney a um dos maiores estúdios de cinema de Hollywood.

A Walt Disney Pictures é atualmente um dos cinco estúdios de filmes de ação ao vivo dentro do Walt Disney Studios, sendo os outros 20th Century Studios, Marvel Studios, Lucasfilm e Searchlight Pictures. O remake de 2019 de O Rei Leão é o filme de maior bilheteria do estúdio em todo o mundo, com US$ 1,6 bilhão, e  Piratas do Caribe é a série de filmes de maior sucesso do estúdio, com cinco filmes ganhando um total de mais de US$ 4,5 bilhões em bilheteria mundial.

A Pixar Animation Studios

Pixar Animation Studios, também conhecida como Pixar, é um estúdio americano de animação por computador com sede em Emeryville, Califórnia, uma subsidiária da Disney Studios e de propriedade da The Walt Disney Company. A Pixar começou em 1976 como parte da divisão de computadores Lucasfilm, conhecida como Graphics Group, antes de sua cisão como uma corporação em 3 de fevereiro de 1986, com financiamento do co-fundador da Apple, Steve Jobs, que se tornou seu acionista majoritário.

A Pixar é mais conhecida por seus filmes tecnologicamente desenvolvidos por RenderMan, a implementação da própria empresa da interface de programação de aplicativos de renderização de imagens RenderMan Interface Specification. A Pixar produziu 23 longas-metragens, começando com Toy Story (1995), que foi o primeiro longa-metragem animado por computador; seu filme mais recente foi Luca (2021). O estúdio também produziu dezenas de curtas-metragens. 

O estúdio ganhou 21 oscars, 9 Globos de Ouro e 11 Grammy, junto com vários outros prêmios e reconhecimentos. Grande parte dos filmes da Pixar foram indicados ao Oscar de Melhor Filme de Animação, desde sua inauguração em 2001, com onze vencedores da Pixar sendo Finding Nemo (2003), The Incredibles (2004), Ratatouille (2007), WALL-E (2008

A Marvel Animation

Marvel Animation, Inc. é uma produtora de animação americana. Foi constituída em 2008 para direcionar os esforços da Marvel nos mercados de animação e entretenimento doméstico. A Marvel Animation incorporada incluiu os esforços de animação em andamento da Marvel Studios com Lionsgate e Nickelodeon. A Marvel Animation opera sob a Marvel Studios, uma subsidiária da Disney Entertainment, uma divisão da The Walt Disney Company. Em 2012, a Marvel estabeleceu seu Marvel Animation Studios com sede em Glendale, Califórnia.

Em fins de 2009, a The Walt Disney Company comprou a Marvel Animation com a controladora Marvel Studios como parte do grupo Marvel Entertainment. A Marvel Studios Animation seria formada em 2021, tornando a Marvel Animation efetivamente um estúdio. A Marvel produziu muitos filmes de super herói, se tornando uma referência internacional desse tipo de filme.

A DreamWorks

DreamWorks Animation é um estúdio de animação americano e uma subsidiária da NBCUniversal. Está sediada em Glendale, Califórnia, e produz filmes animados, programas de televisão e jogos virtuais online. Atualmente, o estúdio lançou um total de 38 longas-metragens, começando com FormiguinhaZ (1998) até seu filme mais recente Gato de Botas 2 – O Último Pedido (2022).

Em apenas 10 anos de existência, se tornou a maior concorrente da Walt Disney Animation Studios no quesito animação. Foi originalmente formada como uma divisão da DreamWorks Pictures em 1994 por alguns ex-alunos do antigo ramo de animação da Amblin Entertainment, foi transformada em uma empresa pública separada em 2004. A DreamWorks Animation atualmente mantém seu campus em Glendale e também estúdios de satélite na Índia e China. Em 2016, a Comcast adquiriu a DreamWorks Animation.

O estúdio ganhou três Oscar, além de 41 prêmios Emmy e vários prêmios Annie, além de várias indicações ao Globo de Ouro e ao BAFTA. Nos últimos anos, o estúdio de animação adquiriu e criou novas divisões em um esforço para diversificar os seus negócios. Os filmes produzidos pela DreamWorks Animation foram originalmente distribuídos em todo o mundo pela DreamWorks Pictures de 1998 a 2006, depois pela Paramount Pictures de 2006 a 2012 e pela 20th Century Fox de 2013 a 2017. A Universal Pictures agora distribui os filmes subsequentes da DreamWorks Animation, que começaram em 2019.

Um estúdio de cinema digital

Imagens das técnicas digitais no cinema

Os dois primeiros filmes totalmente digitais

O filme de animação digital brasileiro Cassiopéia, lançado em 1996 e realizado por brasileiros, compete duramente com o estadunidense Toy Story (da Disney/Pixar) pelo título de primeiro longa animado feito em CGI do mundo. O CGI, Computer Graphic Imagery, ou seja, imagens geradas por computador, é a famosa computação gráfica. O termo se refere às imagens, geradas em computadores, que têm três dimensões e profundidade de campo.

 A controvérsia é causada pelo fato dos estadunidenses terem usado moldes de argila para serem escaneados digitalmente, a chamada rotoscopia (o que não tornaria Toy Story 100% digital), enquanto que a produção brasileira foi totalmente realizada em CGI, com imagens geradas por pura computação gráfica, sem nenhum escaneamento exterior de imagens ou vetorização de modelos reais. Apesar disso, Toy Story é geralmente considerado o pioneiro na animação digital por ter sido lançado quase três meses antes de Cassiopeia.

Cartaz de “Toy Story”, 1995

Cenas de “Toy Story”, 1995

Cartaz de “Cassiopeia” 1996

Cenas de “Cassiopeia”, 1996

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *